júri

Ailton Krenak

BRASIL

Ailton Krenak é um dos maiores líderes políticos e intelectuais surgidos durante o grande despertar dos povos indíginas no Brasil, ocorrido a partir do final dos anos 1970. A sua atuação tem sido fundamental para a luta pelos direitos indígenas e a criação de iniciativas como a União das Nações Indígenas e a Aliança dos Povos da Floresta. Ailton é um pensador acurado e original das relações entre as culturas ameríndias e a sociedade brasileira, criando reflexões provocativas e de largo alcance. É diretor da Aldeias SP – Bienal de Cinema Indígena.

Andres Carvajal

CHILE

Antropólogo, trabalhou com os temas “Memória” e “Direitos Humanos” com referência na ditadura militar chilena. Foi editor audiovisual da revista de cinema Yekintun e é diretor de Yepan, Revista de Cine y Comunicación de los Pueblos (www.yepan.cl). Foi professor de diversos cursos audiovisuais com jovens mapuche. Pesquisador da produção indígena no Chile e produtor de diversas mostras de cinema indígena em comunidades indígenas, universidades, museus, escolas e festivais.

Patrícia Ferreira Keretxu

GUARANO-MBYA / BRASIL

Nascida em 1985 na aldeia Tamanduá, em Misiones, na Argentina, com 17 anos (2002) mudou-se para a aldeia Koenju, em São Miguel das Missões/RS, onde é professora. É a cineasta mulher mais atuante nos quadors do Vídeo nas Aldeias. Dirigiu o premiado Biciletas de Nhanderu (2011).